Colunistas Nilton Moreira

É o nosso socorro!

 

Será que nossa oração está correta? Será que está chegando ao destino desejado? A maneira que oramos, o tempo, as palavras, estão de acordo? Se tudo está certo porque não estamos conseguindo obter o resultado desejado?

Também é necessária aquela pergunta: é preciso orar? Quem não faz uma oração está esquecido?
Certamente precisamos orar, fazer prece, rezar, pois só assim poderemos exteriorizar nossos desejos ao Altíssimo. Mesmo que esta oração seja em pensamento, num momento de recolhimento, pois muitas vezes é difícil obter-se harmonia, principalmente em alguns ambientes, é imprescindível que oremos.

É verdade que o Criador conhece nossas dificuldades, sentimentos, pensamentos, mas precisamos nos comunicar, entrar em conexão com Ele, e apenas tendo um momento de recolhimento é que vamos conseguir essa conexão.
Existe uma gama de citações oratórias utilizadas pelas mais diversas religiões. Umas quase nem falam, outras murmuram, outras falam alto, outras se expressam em meio a melodias e até danças. Isso não importa, pois na base de tudo está o pensamento, a intenção.

Muitas pessoas precisam relacionar sua prece a imagens, acessórios, amuletos, livros.

Isso também é natural, pois vai de cada entendimento religioso.

Por outro lado tem religiões que não adotam nenhum aparato visual, preferindo apenas concentração mental e exteriorizar a prece em forma de diálogo com o Criador.
A oração, prece ou reza, o nome não influi, deve ser feita sim, pois agindo desta maneira já estamos demonstrando simplicidade e humildade. Devemos também considerar que Deus sabendo de nossas necessidades, espera de nós as atitudes, ação para resolvermos os problemas que muitas
vezes se originaram de nossa má condução e atitudes na vida, e toda vez que praticamos algum erro, certamente teremos de arcar com consequências.
Toda prece é ouvida, principalmente pelo nosso Protetor que está sempre conosco e já procura nos acalmar da ansiedade, mas é necessário recolhimento mental para em concentração pedir o que desejamos.
Também é importante levarmos em consideração que muitas vezes o que desejamos não vai acontecer, pois logo adiante seria um entrave para nós, reforçando a máxima “nós fizemos um plano, mas Deus tem outro”.
Jesus nos ensinou a oração universal, o Pai Nosso! Esse é o nosso norte para meditar, mas também o recitemos sempre em agradecimento, não esperando faze-lo só nos momentos difíceis.
Oremos sempre. É o nosso socorro!