Colunistas Nilton Moreira

Crianças evoluídas.

            

            Esta semana é dedicada às crianças.

             Todos nós já tivemos o momento de criança e às vezes nos pegamos em pensamento lá nos primeiros anos de vida, quando efetivamente é a melhor época, pois damos preferência à prática do brincar, sem ter compromisso, muito embora sabemos que muitas das crianças pelo mundo sejam exploradas e passem dificuldades e até fome.

            Mas sendo a época consagrada a Elas, procuremos dispensar o máximo de carinho, fazendo com que esta data seja feliz.

            As crianças sempre foram exaltadas pela sua pureza e simplicidade.

            Jesus as exemplificou quando disse em certa ocasião que esteve por aqui, “Deixai que venham a mim as criancinhas…”.

             “Profundas em sua simplicidade, essas palavras não continham um simples chamamento dirigido às crianças, mas, também, o das almas que gravitam nas regiões inferiores, onde o infortúnio desconhece a esperança. Jesus chamava a si a infância intelectual da criatura formada: os fracos, os escravizados e os viciosos. Ele nada podia ensinar à infância física, presa à matéria, submetida ao jugo do instinto, ainda não incluída na categoria superior da razão e da vontade que se exercem em torno dela e por ela. Queria que os homens a ele fossem com a confiança daqueles entezinhos de passos vacilantes, cujo chamamento conquistava, para o seu, o coração das mulheres, que são todas mães. Submetia assim as almas à sua terna e misteriosa autoridade. Ele foi o facho que ilumina as trevas, a claridade matinal que toca a despertar que a seu turno atrairá para ele, não as criancinhas, mas os homens de boa vontade”.

             Temos então que a figura criança está atrelada com singela personalidade, pois que os homens de bem como é mencionado tem de ter o perfil de uma criança para ser considerado como destaque no mundo. Não basta posição, poder, se não se assemelhar a índole de uma criança.

             O amor de uma criança é incondicional e sincero, assim como também um dia serão todos os habitantes do Planeta Terra renovado, por isso Jesus quando fala “Deixai vir a mim as crianças, não as impeçais, pois o Reino dos céus pertence aos que se tornam semelhantes a elas”, refere que todos nós teremos um dia a pureza de uma criança e assim seremos dignos de galgar degraus na evolução dos mundos.

             Hoje sabemos que as crianças já estão nascendo com capacidade evolutiva bem maior e a própria espiritualidade nos informa que isso faz parte da transformação que a Terra já vem experimentando há alguns anos e que muitas crianças que estão chegando, trazem conhecimentos que eclodirá no momento certo, possibilitando melhorias em nosso Planeta nas mais diversas áreas.

             Certamente é a Providência Divina cuidando de todos nós, nos ajudando na evolução em direção ao Criador.

             Cuidemos então de nossas crianças, sejam elas de qual classe for.