Notícias Locais

Palmeira sedia audiência coletiva sobre Saúde e segurança no trabalho

O Ministério Público do Trabalho (MTP) e o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Região Macronorte realizaram no dia 15 de maio, na Câmara de Vereadores de Palmeira das Missões, uma audiência coletiva a respeito do projeto “Verdade na Saúde: diagnóstico de acidentes e adoecimentos no trabalho no Rio Grande do Sul”. O qual possui o objetivo de aprimorar e incrementar as notificações relativas a acidentes e adoecimentos no ambiente de trabalho, considerando a persistência de índices preocupantes de subnotificação.

A audiência reuniu representantes da saúde do trabalhador dos 52 municípios que fazem parte da área de abrangência da 19ª e 15ª Coordenadorias Regionais de Saúde, membros do Conselho Gestor do Cerest Macronorte, trabalhadores das Vigilâncias em Saúde dos municípios, Sindicatos Regionais, docentes das universidades da região, profissionais da saúde, entre outros.

Para abordar a temática foram convidados, a vice-coordenadora na Coordenadoria de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Coodemat) do MTP-RS, Procuradora Priscila Schvarcs, o coordenador da Codemat, e Procurador do MTP-RS, Rogério Fleischmann, além da Psicóloga do Cerest Macronorte, Cláudia Beux e o Técnico em Segurança do Trabalho, Paulo Costa.

Durante o encontro a Procuradora Priscila Schvarcs (lotada em Passo Fundo), explicou que o acesso à informação é um componente essencial no processo de trabalho em vigilância epidemiológica e controle de doenças. “Somente a partir do acesso à informação e da alimentação regular do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e do Sistema de Informações Saúde dos Trabalhadores (SIST), é possível desenvolver medidas eficazes de prevenção à ocorrência de acidentes típicos e adoecimentos relacionados ao trabalho”, explanou a Procuradora.

Em seu pronunciamento o coordenador da Codemat, e Procurador do MTP-RS (lotado em Porto Alegre), Rogério Fleischmann, especificou o projeto “Verdade na Saúde”, conduzido pelo MTP, considerando a persistência de índices preocupantes de subnotificação. O Procurador esclareceu, ainda, que a estratégia do projeto é a expedição de recomendações às unidades de saúde, aos municípios e aos SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), além da realização de audiências coletivas. “O resultado esperado é obter o retrato da realidade local dos acidentes e adoecimentos, e recomendar as unidades de saúde e empresas a adoção de medidas para que tenhamos essas notificações, objetivando eficiência na prevenção”, enfatizou Fleischmann.

Ao fim da manhã, ainda foram abordados pela Psicóloga Cláudia Beux o processo de auxílio do Cerest aos trabalhadores, além de esclarecimentos feitos pelo Técnico em Segurança do Trabalho, Paulo Costa, sobre tópicos importantes para a notificação dos três tipos de acidentes de trabalho (acidente típico, acidente de trajeto e doença ocupacional).

Além das autoridades acima referidas, o ato foi prestigiado pelo vice-prefeito Lúcio Flávio Borges; presidente do Legislativo, Fernando Vilande; secretário municipal de Saúde, Paulo Roberto Fernandes; coordenadora do Cerest Macronorte, Glaziane Aragones Soares; delegada interina da 15ª Coordenadoria Regional de Saúde, Patrícia De Carli e o representante da 19ª Coordenadoria Regional de Saúde, Guilherme Verdum.

Fonte: Jornal Expressão Regional