Notícias Locais

Comissão fará o redesenho das especialidades do Hospital Público Regional

Uma comitiva composta pelo prefeito Eduardo Russomano Freire, vereadores e gestores da área da saúde, estiveram na Capital do Estado, na última terça-feira, onde tiveram uma reunião com Secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann, para tratar do andamento da implantação do Hospital Público Regional.

Também participaram da reunião, deputados estaduais, assessores e prefeitos representantes da Associação dos Municípios da Zona de Produção (AMZOP) e da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS).

O projeto do Hospital Público Regional prevê 224 leitos, 34 leitos de UTI Neonatal, pediátrica e adulto. A sua área de abrangência é de 72 municípios, o equivalente a uma população de 500 mil habitantes. 

Durante o encontro, o prefeito Eduardo Freire afirmou à Secretária que a obra do HPR está garantida através do convênio firmado pelo município com a Caixa Econômica Federal e o Ministério da Saúde. Também, ficou definida na oportunidade a criação de uma Comissão que será integrada pelos municípios, Governo do Estado e o Campus da Universidade Federal de Santa Maria, para fazer o redesenho das especialidades e das necessidades da região e a viabilidade da questão técnica de profissionais para atuar no hospital. “Não estamos aqui para uma ruptura, mas para uma evolução daquilo que é de interesse público. […] Queremos somar forças para viabilizar o hospital, não vamos abrir mão desse recurso tão importante quanto esse que foi alocado para a construção do hospital”, enfatizou a secretária Bergmann.

Para o presidente da Câmara de Vereadores de Palmeira das Missões, a reunião foi profícua. “Vencida a etapa de licitação, que já sabemos a empresa que vai construir, agora passamos para um novo passo que teremos o Estado do Rio Grande do Sul como parceiro nesta Comissão, que será criada nos próximos dias para discutir a forma de funcionamento do HPR. […] Saímos de lá convictos que o hospital vai ser uma realidade o mais breve possível para nossa comunidade”, afirmou Fernando Vilande.

Crédito fotos: Neusa Jerusalém/Divulgação SES

Fonte: Jornal Expressão Regional